Até que se tornou forte

rei usias

Autor Esdras Ferreira

Até que se tornou forte

foi maravilhosamente ajudado pelo Senhor, até que se tornou forte. E, exaltou-se o seu coração para a sua própria ruína” (2Cronicas 26.15)

O rei Uzias teve o segundo mais longo reinado de Israel, 52 anos. Poucos reis de Judá foram tão empreendedores quanto Uzias.  Nada comparado às suas realizações, produziu em Judá um espírito de segurança e de estabilidade. Possuindo um bravo e bem organizado exército, reconquistou diversos territórios perdidos, reedificou cidades, reviveu o comércio fortaleceu a parte financeira e a parte econômica da nação. Durante muitos anos, ele buscou o Senhor; e, enquanto o fez, Deus lhe deu grande sucesso (2 Crônicas 26:4-5). Entretanto, a história mostra que  “corrompeu o seu coração.”

Esta expressão “até que se tornou forte” nos mostra que Deus já não era necessário para o rei Uzias, pois já chegara onde queria. Deus se tornou descartável para ele. Ele perdeu o senso de sua liderança espiritual. A prosperidade material trouxe o declínio do poder espiritual e o serviço de adoração caiu para o formalismo. O rei Uzias é o retrato do sentimento que há no coração de todos os que buscam ao Senhor por interesse, apenas para alcançar o que querem. Quando o ser humano se envaidece a tendência é cometer loucuras.  Há um provérbio de Salomão que diz: “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda” (Provérbios 16.18). O interessante que Davi escreve em Salmos 10.4 “para o ímpio não há lugar para Deus em nenhum dos seus planos…” A autossuficiência abafa as decisões e interesses de Deus, por esse motivo que Davi considera o orgulho como  UMA GRANDE TRANSGRESSÃO: “Preserve do orgulho, que eles não me dominem!. Então serei sincero e integro, e ficarei livre de grande transgressão.”(Salmos 19:13). Entretanto, o apóstolo Paulo nos dá a receita de como nos livrar da soberba: “…todavia, não eu que faço, mas a graça de Deus que opera em mim…” (1Corintios  15.10). As Escrituras nos ensinam: “Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes…”  (Tiago 4:6)

Na tradução grega “orgulho” υπερηφάνεια (pronúncia yperifáneia) tem um sentido de “apodrecer por dentro”, “estragar a essência”; apodrece o seu caráter, crenças, valores e sua submissão a Deus; Produz um bloqueio no seu relacionamento, restringe o seu caráter e inibe a bondade de Deus. Tome muito cuidado para que você não caia nessa armadilha!

Leia mais

Valores espirituais

Soldado desprendido

Humildade

Se você gostou dessa mensagem então não deixe de comentar, Curtir nossa pagina no facebook e se escreva em nosso canal  You tube! Mensagens novas todas as Quintas e Sextas-Feiras.Também, não se esqueça de adquirir nossos livros devocionais para ajudar a nossa instituição Missão Vida Nova!