Santidade no ministério

e24

Autor Esdras Ferreira

Santidade no ministério

“Amados, purifiquemo-nos de tudo o que contamina o corpo e o espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus…” (2 Coríntios 7:1)

Tudo que alcançamos em nosso ministério está direta e proporcionalmente ligado na dimensão do nosso compromisso e entrega. Mesmo porque, a essência do nosso chamado é uma vida de consagração e de santificação. Aliás, a nossa santificação determina não apenas quão longe e o quanto conquistaremos, mas também, o que conseguiremos manter e preservar depois da conquista, pois podemos ser “removido” do ministério: “Lembra-te onde caíste, arrepende-te e volta a praticar as primeiras obras, se não, venho a ti e moverei do seu lugar…” (Apocalipse 2.5). De fato, o pecado pode reduzir a nossa herança ministerial e o nível de conquista espiritual. Dessa forma, o nível da herança ministerial é determinado pela postura do nosso compromisso com Deus.

Na realidade, temos a tendência de mudar o comportamento quando estamos sozinhos, isto é, criamos uma imagem falsa. Lembre-se disso, reputação tem haver o que as pessoas pensam de nós, caráter tem haver com aquilo que Deus pensa de nós, ou seja, a reputação tem que ser a intenção do caráter e não a substituição do caráter: “Mais vale um bom nome [reputação] do que muitas riquezas.” (Pv 22.1).

Bem verdade que,  o nosso instinto de auto preservação, nos leva a controlar nossos impulsos errados quando estamos de baixo de atenção: “…obedeçam em tudo, não somente para agradar os homens quando eles estão observando, mas com sinceridade de coração…” (Coss 3:22,23) Aliás, caráter tem haver com aquilo que ninguém esta olhando: “Portanto, quando você der esmola,  não seja como os fariseus, a fim de serem honrados pelos outros. Eu lhes garanto que eles já receberam sua plena recompensa. Mas quando você der esmola, que a sua mão esquerda não saiba o que está fazendo a direita. Desta forma,  Deus o recompensará…” (Mt 6:1-4).

Que possamos produzir temor em nossos corações e possamos responder uma resposta mais intensa de consagração e profundidade no relacionamento com Deus e no nosso ministério. Quando em 1Pedro 2.9 ensina que Deus nos “separou uma nação santa” significa que é uma nação que não se contamina, uma nação que não é influenciada.

Leia mais

Preservando a santidade

Vestígio da maldade

Segredos dos homens

Se você gostou dessa mensagem então não deixe de comentar, Curtir nossa pagina no facebook e se escreva em nosso canal  You tube! Mensagens novas todas as Quintas e Sextas-Feiras.Também, não se esqueça de adquirir nossos livros devocionais para ajudar a nossa instituição Missão Vida Nova!