A fidelidade

A fidelidade

A fidelidade

 “Nos últimos dias, muitos ficaram escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros…” ( Mateus 24.10)

No Brasil, um a cada três casamentos acabam em divorcio. A pesquisa mostrou que pessoas que decidem, antes de casar, passar pelo processo da amizade, namoro e noivado, tem mais chance de ter uma solides no casamento. Agora, o que te protege em não trair o seu parceiro é quando você esta firmado em princípios. Quando a inteligência e a racionalidade são à base do seu relacionamento e não apenas o sentimento. Mesmo porque, ninguém fica isento de trair. Temos uma natureza decaída.

Francamente, a traição produz feridas extremas que são muito difícil de ser tratadas. Então tome cuidado com suas amizades, redes sociais e viagens longas, pois o segredo esta na transparência entre os dois. Basicamente, a mulher trai o marido, muita das vezes, é por falta de dialogo, atenção, elogios, abraços e a falta do romantismo. Onde cada um vive no seu próprio mundo. Quando um homem trai a mulher, muitas das vezes, é quando o sexo em casa se transforma em coisa rara. Porque o sexo comunica sentimentos e pensamentos que as palavras não podem expressar. Por isso, quando menos sexo, mais distantes se sente, e dão mais oportunidade para que haja problemas. Se tiverem dificuldade física, então converse ou procure junto um médico.

Portanto, quando uma pessoa trai uma pessoa é uma falha de caráter, onde suspende o juízo e a inteligência que é levado pelo sentimento e a emoção. Por consequência, leva ao divórcio ou ciúmes doentio e patológico. Aliás, o ciúme esta ligado ao sentimento de posse e medo de perder o outro. Existe o ciúme natural (zelo e cuidado) e o patológico (falta de confiança e insegurança). O ciúme doentio é causado pela irresponsabilidade, imaturidade, temperamento agressivo que o parceiro transmite na relação.

O seu cônjuge tem acesso seus e-mails, senhas das suas redes sociais? Você considera ciumenta(o)? Tome muito cuidado com esse ciúmes, pois o ciúme patológico é um desejo obsessivo de controle total sobre os sentimentos e comportamentos do outro. Caracteriza-se por se exagerado, sem motivo aparente que o provoque, deixando o ciumento absolutamente inseguro e transformando um relacionamento conturbado por brigas e discursões desnecessárias.

Leia mais

Valores na família

Controlando as finanças

Mulher virtuosa

  • Curta nossa pagina no facebook;
  • Mensagens novas todas as Quintas e Sextas-Feiras;
  • Adquira nossos livros devocionais!