Vestígio da maldade

Vestígio da maldade

Autor Esdras Ferreira Vestígio da maldade “Portanto, despojando-vos de toda impureza e vestígio de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada…” (Tiago 1.21) Os peritos criminais consegue reconstruir toda uma cena de um crime a partir dos vestígios – daquilo que ficou. A bala na parede, por exemplo, saberá deduzir o ângulo, direçãoLeia mais sobreVestígio da maldade[…]

Tu me amas?

Tu me amas?

Tu me amas “…Jesus pergunta a Pedro: Tu me amas? Pedro responde: Sim, tu sabes que te amo! disse Jesus: Então cuida mas minhas ovelhas…” (João 21.15) A palavra “Tu me amas…”  é uma expressão grega “Agapal”[1] que vem da derivação “ágape”, um amor sacrificial,  perfeito e absoluto. No entanto, Pedro afirma com outro amor: Leia mais sobreTu me amas?[…]

O amor que constrange

O amor que constrange

Autor Esdras Ferreira O amor que constrange “O amor de Deus nos constrange, porque estamos convencidos que Cristo morreu por nós…” (2 Corintios 5.14) A palavra “constrange” vem do termo grego “sunecho”[1] que significa “impelir”, “impulsionar para frente”, “controlar” ou “dominar”. O sentido é claro: “o amor de Cristo nos impulsiona para frente”, isto é, umaLeia mais sobreO amor que constrange[…]