Pedro disse: Não tenho ouro nem prata

“Um aleijado estava na porta chamada Formosa, que era colocado todos os dias para pedir esmolas aos que entravam no templo…” (Atos 3.2)

 INTRODUÇÃO: A narrativa bíblica conta que Pedro e João estavam indo ao Templo na hora da oração, às três horas da tarde. Os apóstolos tinham acabado de receber o batismo do Espirito Santo e após o enchimento foram juntos orar no templo. Eles sabiam que a oração é a chave para que atuação do Espirito Santo seja continua e intensa. O que impressiona que eram dois homens diferentes de personalidade, mas eles tinham um proposito único e comum de orar no templo. Isso nos mostra que quando há unidade de proposito e uma vida de oração sempre haverá a manifestação de Deus em nossas vidas. A unidade consegue fazer muito mais que cada pessoa trabalhando sozinha: “É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas…” (Eclesiastes 4.9; Efésios 4.3)

A.      Na Porta Formosa, ficava um aleijado de nascença que pedia esmolas diariamente a quem passasse pelo local. O paralítico possivelmente esteve ali naquela porta formosa durante seus mais de 40 anos, e ainda não havia recebido a cura (Atos 4.22).

B.      A porta formosa estava repleta de mendigos, que por algum motivo, esperavam a solidariedade dos religiosos, do lado de fora do templo. Como podemos observar, nesse versículo esse homem aleijado dependia totalmente das pessoas para ser carregado até ao Templo e também das esmolas para sobreviver.

C.      Entretanto, aquele homem não percebia que as esmolas eram insignificantes naquilo que Deus queria fazer na vida daquele homem. Isso nos ensina que nem tudo aquilo que você deseja ou precisa será a solução que vai te levantar. Nem tudo aquilo que pareça te trazer felicidade vão se aproximar de Deus. Nem tudo que você anseia é a vontade de Deus. Então deixa Deus mostrar o melhor para sua vida: “Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós…” (Efésios 3:20)

D.     Infelizmente existe muitas pessoas a procura de “esmolas” enquanto Deus tem um manancial de vida. Então não ponha limites naquilo que Deus quer fazer em sua vida. Muitas das vezes limitamos o agir de Deus por estar dando mais valor a elementos naturais, do que reconhecendo a Soberania e a Graça de Deus.


1.    Levanta e anda

“Disse Pedro: Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isto lhe dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, ande…” (Atos 3.6)

O milagre do coxo da porta formosa é uma das passagens Bíblica bem conhecida, que proporciona grandes quantidades de detalhes maravilhas para serem aplicadas em nossa vida. Nos arredores do Templo de Jerusalém, também conhecido como o Templo de Herodes, havia muralhas que tinha no total nove portões, uma dessas portas era a grande porta formosa que possuía 25 metros de altura e 20 metros de largura. De fato, era uma porta magnífica, pois era revestida de metal, prata e ouro. Nessa porta formosa havia um coxo que pedia esmolas e as pessoas davam, jogavam moedas em suas mãos e prosseguiam seus caminhos. Segundo a tradição judaica, pessoas deficientes eram consideradas pessoas amaldiçoadas por Deus, por esse motivo não tinha permissão para entrar no templo.

A.      Quando Pedro informou o coxo de que não tinha dinheiro, naturalmente ele perdeu toda a esperança de receber algum tipo de alívio das mãos dos apóstolos. Os apóstolos sabiam que o principal problema daquele paralitico era uma cura física, pois traria dignidade, independência e principalmente a salvação.

B.      O que chama a atenção nessa história é que Pedro e João fitando os olhos nele. Os discípulos se abaixaram para olhar nos olhos daquele coxo, um ato de amor e compaixão que talvez ninguém tinha ousado fazer antes. A empatia tem essa capacidade de olhar nos olhos nos outros. Um olhar mais profundo ao ponto de dar atenção na dor, sofrimento e o dilema do próximo. 

C.    O paralitico estava acostumado olhar para o chão por causa da sua baixa autoestima e principalmente do seu sofrimento. Esse tipo de olhar para baixo é muito relacionado à tristeza, vergonha, ao medo da rejeição. Agora olhar fixamente para Pedro é uma demonstração de interesse em ouvir que que tem para dizer. Um recado que iria mudar a história do paralitico. Às vezes somos surpreendidos por situações que nos derrubam e fazem a gente olhar para baixo, mas convido olhar para cima, que é Cristo.

D.     Antes de Deus mudar sua vida, precisa mudar sua forma de ver a vida. Então comece a olhar para cima: “Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro. O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra.” (Salmos 121.1) 


2.    Pegando pela mão

“Segurando-o pela mão direita, ajudou-o a levantar-se, e imediatamente os pés e os tornozelos do homem ficaram firmes…”  (Atos 3.7)

Depois de declarar a cura, Pedro estendeu a mão direita e levantou e seus pés se firmaram. Só quem foi alcançado por Deus sabe do valor de uma mão estendida. Em Mateus 14.22 afirma que Pedro estava afundando no mar da galileia, mas Jesus estendeu a mão para que não afogasse, por isso que Pedro sabia muito bem a importância de estender a mão. O apostolo Pedro sabia que o apoio e o auxílio faziam parte do milagre. Saiba que tem muitas pessoas machucadas e feridas precisando de pessoas que estende a mão para ajudar e socorrer. Que sejamos uma geração com menos palavras e mais atitudes: “Filhinhos, não amemos não só de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade…” (1João 3.18) 

A.      O paralitico esperava apenas algumas moedas, enquanto Deus tinha a cura da sua paralisia. Após receber a palavra de cura, o paralitico precisou ficar de pé para que o milagre se manifestasse. Ele precisou de um posicionamento para que Deus trouxesse o firmamento das suas pernas. Após ficar de pé, os músculos atrofiados dos pés e dos tornozelos tornaram-se normais, e entrou com eles no templo, andando e saltando e louvando a Deus.  

B.      Algo que me chama bastante atenção nesse milagre é o fato de que imediatamente após ser curado, o homem segue com os discípulos para dentro do templo. Tem muitas pessoas que estão na beira da porta a espera de alguém para levar para dentro dessa porta formosa que é Cristo.

C.      Deus quer nos usar poderosamente nesse tempo, em ser uma ponte para quem mais precisa. Ser um canal para levantar os caídos e fracos na fé. Além disso, Pedro aproveitou o espanto da multidão e fez um discurso que transformou o entendimento em relação ao milagre e a morte de Jesus. Depois do discurso, cinco mil pessoas se converteram a Jesus (Atos 4.4) Isso deixa claro que o milagre tinha como objetivo levar a mensagem de Cristo para o povo judeu.

CONCLUSÃO

Quando servimos e amamos ao próximo também estamos demonstrando nosso amor por Deus. Portanto, ser instrumento de Deus é se colocar nas mãos d‘Ele e permitir que nossa vida seja uma benção para as pessoas ao nosso redor. Por isso, você e eu podemos ser usados por Deus para levar a salvação e a cura para quem mais precisa.

LEIA MAIS…

PARALITICO DE BETESDA

PARALITICO DE CAFARNAUM

Gostou desse assunto? Gostaria de saber mais sobre esse tema?

BAIXE AGORA E-BOOK NO AMAZON NOSSOS LIVROS DEVOCIONAIS. SÃO MAIS DE 480 MENSAGENS DIVIDIDA EM 16 VOLUMES:

 https://www.amazon.com.br/kindle-dbs/entity/author/B09T6ZWFSD?ref_=dbs_p_ebk_r00_abau_000000

LIVROS IMPRESSOS PEÇA PELO (11) 96614-8690 WHATS APP (TEMOS DESCONTO E BONUS ESPECIAL CASO COMPRAR CINCO VOLUMES)

As mensagens colocadas em nosso site é apenas uma pequena parte do conteúdo que está em nossos livros devocionais.

Deixe seu comentário, assim o sistema do google entende que nosso blog é relevante e o próprio sistema do Google envia para mais pessoas!

Siga no Instagram:

https://www.instagram.com/esdras_ferreiraoficial/

«
»

0 Comentários

Deixe o seu comentário